Estima-se que as despesas com os serviços de saúde a nível do Hospital Central da Beira (HCB) sejam inferiores a 19% dos gastos gerais com os hospitais centrais

No período entre 2009 e  2019, as despesas nos hospitais centrais absorveram cerca de 1,6 mil milhões de Meticais (MZN), representando um peso de 11% na despesa do sector da saúde. Os dados da Conta Geral do Estado (CGE) apontam que em 2018 os recursos alocados aos hospitais centrais registaram o maior crescimento – cerca …

Estima-se que as despesas com os serviços de saúde a nível do Hospital Central da Beira (HCB) sejam inferiores a 19% dos gastos gerais com os hospitais centrais Read More »

Maior hospital da região norte do país recebeu apenas 17% do total de recursos alocados aos Hospitais Centrais

A província de Nampula agrega o maior número de habitantes – 6,102 milhões[1] – e o Hospital Central de Nampula (HCN) recebeu apenas 17% do total de recursos alocados nos Hospitais Centrais no período compreendido entre 2009-2019 apesar de esta unidade hospitalar atender uma parte significativa de utentes oriundos de outras províncias da região norte …

Maior hospital da região norte do país recebeu apenas 17% do total de recursos alocados aos Hospitais Centrais Read More »

Despesa de funcionamento do HCM pode ser insustentável para o Sistema Nacional de Saúde

O financiamento hospitalar diz respeito à alocação de recursos financeiros que garantam a cobertura das despesas dos cuidados prestados aos doentes, respondendo às suas diferentes necessidades, e garantindo simultaneamente a sustentabilidade da instituição. Em Moçambique os gastos totais realizados no sector da Saúde quase quadruplicaram nos últimos 9 anos partido dos 7.96 mil milhões de …

Despesa de funcionamento do HCM pode ser insustentável para o Sistema Nacional de Saúde Read More »

O desafio do MISAU é a implementação e disseminação da retirada da proibição de acesso à saúde com base na indumentária

O Ministério da Saúde (MISAU) anunciou no dia 19 de agosto, que vai retirar a barreira da indumentária e aparência para acesso aos serviços de saúde em todo o país. A decisão é uma resposta à petição do Observatório do Cidadão para Saúde (OCS) submetida ao MISAU no dia 31 de Julho de 2020 De …

O desafio do MISAU é a implementação e disseminação da retirada da proibição de acesso à saúde com base na indumentária Read More »

Ministério da Saúde vai retirar a barreira da indumentária e aparência para acesso aos serviços de saúde

O Observatório do Cidadão para Saúde (OCS) tem a honra de anunciar às V. Excias. que o Ministro da Saúde, Dr. Armindo Tiago, vai retirar a barreira da indumentária e aparência do utente imposta como condição para se ter acesso aos serviços de saúde em todas as unidades sanitárias do país. A medida do MISAU …

Ministério da Saúde vai retirar a barreira da indumentária e aparência para acesso aos serviços de saúde Read More »

HCM consome mais de 50% do orçamento total destinado aos hospitais gerais e provinciais

O Observatórios do Cidadão para a Saúde (OCS) realizou uma análise comparativa dos documentos orçamentais (Conta Geral do Estado e Relatório de Execução Orçamental) em termos da proporção de alocação de recursos a nível do sector da saúde durante o último quinquénio de 2015-2019 (em milhões de Meticais). O Sector da Saúde refere-se ao grupo …

HCM consome mais de 50% do orçamento total destinado aos hospitais gerais e provinciais Read More »

Curso de Mecanismos de Protecção dos Direitos Humanos termina amanhã

O curso online sobre  os Mecanismos de Protecção dos Direitos Humanos em Moçambique termina na quinta-feira. Na formação, que iniciou a 31 de Julho, foram abordados assuntos relacionados com os mecanismos internacionais, regionais e nacionais sobre os direitos para os activistas. As sessões foram organizadas pela Diakonia com apoio do Alto comissariado das Nações Unidades …

Curso de Mecanismos de Protecção dos Direitos Humanos termina amanhã Read More »

Sociedade Civil realiza segunda reflexão sobre sistemas comunitários no país

A Plataforma da Sociedade Civil para Saúde de Moçambique (PLASOC) vai organizar o segundo debate para reflectir sobre os sistemas comunitários em Moçambique. Esta é a  segunda actividade a ser implementada pela PLASOC depois de se ter decretado o primeiro Estado de Emergência em Moçambique que obrigou vários sectores a interromper as actividades. O ponto …

Sociedade Civil realiza segunda reflexão sobre sistemas comunitários no país Read More »

“Minha maior felicidade é ver uma alma salva”, Líria Muchanga

PERFIL DE ACTIVISTA  Nome: Líria Muchanga Actividade: Activista Idade: 29 anos Tempo livre: Cuidar da família Características: Dinâmica e forte Todos os dias às 4 horas da manhã, Líria Muchanga abandona o conforto da sua cama e se dirige ao Centro de Saúde 1º de Maio, na cidade de Maputo, para fazer campanhas de sensibilização …

“Minha maior felicidade é ver uma alma salva”, Líria Muchanga Read More »

Falta de água em unidade sanitária na capital do país coloca milhares de utentes com saúde em risco

Numa altura em que o país e o mundo estão sendo assolados pelo novo coronavírus, um vírus que tem como uma das medidas de prevenção a lavagem constante das mãos, o Centro de Saúde 1º de Junho em Maputo encontra-se sem água há duas semanas.
No âmbito de uma actividade que está sendo realizada pelo Observatório do Cidadão par Saúde (OCS) sobre o acesso a água nas unidades sanitárias – que vai ser publicado em breve – constatamos que na cidade de Maputo algumas unidades sanitárias não têm água nos seus balneários, destacando-se neste espaço o Centro de Saúde 1º de Junho, no bairro do Ferroviário.